segunda-feira, 10 de novembro de 2008

O Luxa e o lixo


Vanderlei Luxemburgo não cansa de dar provas de seu caráter em rede nacional. A primeira picuinha com o goleiro Marcos foi uma estupidez grotesca. Como é que um treinador esculhamba o maior ídolo e líder do time na reta decisiva do campeonato? Apesar disso, alguém ainda podia dar razão ao garoto-propaganda mais famoso das lojas Colombo.

A picuinha deste fim de semana, no entanto, é imperdoável. Vendo que o time estava perdendo e sentindo que isso podia custar o título, o cara foi tentar um milagre nos escanteios. É sensato? Não muito, principalmente porque ele começou a fazer isso aos 30 do segundo tempo. É compreensível? Completamente. Ele sentiu a culpa no gol que tomou e quis se redimir.

O que faz Vanderlei Luxemburgo? Esculacha, é claro.

O Luxa teria até um motivo para sair de campo contrariado, já que o Marcos ainda é só um jogador e está sob o seu comando. Só tem um porém: Marcos perdeu o pai há uma semana. Você não esculhamba um jogador, qualquer que seja, que perdeu o pai há uma semana. No mínimo, por educação. Era a hora de o técnico mostrar seu valor e dizer aos repórteres algo como "não é hora de comentar isso".

Mas, é claro, trata-se de Vanderlei Luxemburgo. Ali, o que era uma picuinha besta virou uma demonstração de poder absolutamente desnecessária do técnico, com o comentário sarcástico "Pelo que se viu, o Marcos saiu novamente como 'São Marcos' porque a torcida gostou. Não sei se para nós a aprovação foi tão grande".

Não sei se o Luxa prestou atenção, mas o Marcos saiu é desesperado para o vestiário, provavelmente pra chorar o segundo choro mais doído da vida dele.

Alguém precisa avisar ao Belluzzo que o maior "esquema" para favorecer o São Paulo nesse campeonato foi armado pela própria diretoria do Palmeiras, quando botou esse traste vestido de gala para comandar o time...

5 comentários:

Leonardo Botti disse...

Boa, Corazza. O melhor texto que eu li sobre o que aconteceu ontem no Palesttra. Atenção, patrulheiros, o Corazza não é palmeirense, ok?

adrianopgua disse...

Perfeito, devia dar esse texto pro treinador de grife aprender a treinar mais e falar menos.
O desempenho do Palmeiras tá beeeem fraquinho, e faz tempo q o time não joga nada...

Campeonato paulista foi uma tremenda ilusão pros palmeirenses...

Ânderson Luiz disse...

Tecicamente, um puta técnico. Humanamente, um filho da puta.

FATV disse...

É compreensível a tentativa do marcos em querer salvar o time, mas muito ajuda quem não atrapalha.

alguem já pensou q quando ele partiu pro ataque ele atrapalhou toda a armação do jogo. Basicamente o meio de campo ficou mandando chuveiro pra ele tentar escorar a bola...

Marcão é ídolo mas domingo ele atrapalhou !

Corazza disse...

fatv, concordo que a subida do Marcos ao ataque pode ter atrapalhado a armação de jogo. No próprio post escrevi que a atitude dele não foi sensata.

A questão é que a postura do Luxemburgo foi muito além disso, a meu ver. Ele poderia ter resolvido essa questão nos bastidores, sem jogar para a galera, sem meter o pau publicamente em um jogador que, obviamente, estava em um estado psicológico muito fora do normal.

É claro que um estado psicológico frágil (ou fragilizado temporariamente) não justifica tudo e o jogador é profissional, mas aí é a hora de a gente perceber e levar em conta a diferença entre um Marcos e os Carlos Albertos, Gustavos Nerys e Paolos Di Canios da vida...

Abração